Afectos e Resistências: sobre a necessidade de lançar o debate intercultural

com Lurdes Macedo e Augusto Jone Luis

18 Mai 23h00
Afectos e Resistências:  sobre a necessidade de lançar o debate intercultural

Dando seguimento ao 2º ciclo de tertúlias itinerantes “Fluxos de comunicação intercultural no espaço de língua portuguesa: Debater o desconhecimento mútuo no contexto da era global”, que tem vindo a animar vários espaços culturais da cidade de Maputo desde 1 de Março, a Fundação Fernando Leite Couto acolhe no próximo dia 18 de Maio, às 18 horas, a professora universitária e investigadora Lurdes Macedo para uma conversa subordinada ao tema “Afectos e resistências: sobre a necessidade de lançar o debate intercultural”.
Nesta terceira tertúlia, de um ciclo de dez que se estenderá até Novembro, será proposta uma grelha de leitura alternativa para a interpretação das relações interculturais ao longo da História Global, ou seja, desde o início do Século XVI. A interpretação dominante, tradicionalmente pautada pela questão das relações de poder, embora permaneça válida, já demonstrou as limitações que lhe são impostas pela sua unidimensionalidade. Por isso mesmo, demonstra-se também incapaz de responder a todos os desafios que um mundo global em acelerada transformação nos coloca no tempo presente. Assim, há que questionar: que outras interpretações das relações interculturais nos são possíveis? Quais as perspectivas que devemos tomar em conta na análise das relações entre “nós” e os “outros”? Que outras dimensões caracterizam esta relação, para além das questões do poder? A hipótese que se pretende testar através da interacção entre os participantes da tertúlia é que só depois de encontrarmos possibilidades de resposta a estas perguntas, poderemos falar de um verdadeiro debate intercultural.
Lurdes Macedo é doutorada em Ciências da Comunicação, na especialidade de Comunicação Intercultural. Para além de professora universitária, é também investigadora na área da interculturalidade no espaço de língua portuguesa. É autora de mais de vinte artigos científicos e capítulos de livros sobre o tema que investiga. É ainda colaboradora de várias publicações culturais em Portugal e no Brasil.