FERNANDO LEITE COUTO: RECORDADO POR AMIGOS

Conversa e Recital de Poesia com Calane da Silva, Antonio Sopa e Tomás Vieira Mário

14 Abr 23h00
FERNANDO LEITE COUTO: RECORDADO POR AMIGOS

À Minha Mãe

 

Um luar de ternura embotava

O gume da faca da ironia

Brotando-lhe dos olhos e lábios

Com tranquilo fulgor

 

Assim nos contemplavas,

Atenta e lúcida, carinhosa e distante,

Com velado pudor dissimulado

Um delicado e candente amor magoado.

1985 – Fernando Leite Couto